Vale a pena investir no Tesouro Selic?

0
120
Vale a pena investir no Tesouro Selic? Freepik
Vale a pena investir no Tesouro Selic? Freepik

O Tesouro Direto Selic é um dos investimentos mais recomendados para iniciantes. É um título de dívida emitido pelo governo, permitindo que você empreste dinheiro ao poder público.

É uma boa opção para quem procura flexibilidade para resgatar seu dinheiro sem perda de lucro. O Tesouro Direto tem vários tipos de títulos, incluindo Tesouro Selic, IPCA+, Prefixado, IPCA+ com juros semestrais e Prefixado com juros semestrais.

O Tesouro Direto sem cupom de juros é mais rentável devido aos juros compostos. Em dezembro de 2022, a taxa Selic permaneceu em 13,75% ao ano. Ainda é uma boa opção para investidores conservadores e para manter uma reserva de emergência.

Fatores a considerar antes de investir:

Aplicação mínima, prazo, liquidez, custos, rentabilidade e riscos. É importante avaliá-los para ter objetivos claros e conscientes na hora de investir. O Tesouro é um investimento seguro, emitido pelo Governo Federal, com boa liquidez e rendimento próximo a 100% do CDI. Você empresta dinheiro e recebe de volta com juros.

A emissão de títulos é a forma do Tesouro Nacional se financiar, oferecendo aos investidores novos títulos e contrair uma dívida a ser paga. O valor unitário, prazo de devolução e taxa de remuneração são estabelecidos pela União. Os investidores precisam ter uma conta em uma corretora para adquirir os títulos e guardá-los.

Investir na taxa pode ser vantajoso por vários motivos, incluindo:

Rentabilidade: a taxa SELIC é atualmente uma das mais altas disponíveis no mercado financeiro, oferecendo uma boa rentabilidade para o investidor.

Segurança: como a taxa SELIC é determinada pelo Banco Central, é uma opção segura e estável para investidores que buscam preservar seu capital.

Liquidez: os investimentos na taxa SELIC são negociáveis no mercado secundário, possibilitando a venda a qualquer momento sem perda de rentabilidade.

Acessibilidade: é possível investir em valores a partir de R$30, tornando-o acessível para investidores de todos os perfis.

Fácil de investir: é possível realizar investimentos em taxa SELIC por meio de corretoras ou aplicativos de investimento, sem complicações ou burocracias.

A taxa Selic é a taxa de juros média cobrada em um empréstimo diário lastreado em títulos da dívida pública federal registrados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Esta taxa não deve ser confundida com a taxa-alvo dos fundos federais dos EUA ou com a taxa de referência do Banco Central Europeu.

O comitê de política monetária do BCB, conhecido como Comite de Politica Monetaria (Copom), define a taxa de referência Selic. A autoridade monetária tem um histórico de subir várias vezes ao longo de um ano.

Não surpreende que a Taxa Selic seja um pilar da política monetária do BCB. O aumento mais recente foi acompanhado por uma série de outras medidas interessantes que ajudam a impulsionar a economia do Brasil para o próximo nível. Alguns deles serão anunciados nos próximos meses, incluindo a tão esperada implantação de um plano nacional de pensão para trabalhadores e aposentados. A agência monetária também planeja lançar um novo esquema de seguro nacional e um programa de educação nacional renovado.

2. Por que a Taxa Selic é importante?

A Taxa Selic é um importante indicador macroeconômico e estatístico para a transmissão da política monetária no Brasil. É uma taxa de juros alvo que é utilizada como referência pelas instituições financeiras para suas taxas diárias de empréstimo garantidas por títulos do governo brasileiro.

A taxa é calculada usando um sistema de leilão em que o banco central vende e compra títulos sob custódia na Selic. Este mecanismo gere o excesso de liquidez no sistema bancário, proporcionando assim uma reserva eficaz para o banco central e um efeito neutro sobre as taxas de juro de mercado.

Este artigo examina se o repasse da taxa Selic para as taxas de juros bancárias é assimétrico, com maior aderência aos aumentos do que às reduções da taxa básica de juros. Em linha com a maximização conjunta do lucro, o comportamento competitivo a la Stiglitz e Weiss e outros modelos comportamentais (Neumark e Sharpe, 1992; Hannan e Berger 1991), verificamos que, em média, os bancos respondem mais rapidamente aos aumentos da taxa Selic do que às diminuições.

3. Como é determinada a Taxa Selic?

A taxa Selic é determinada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) e pelas operações de mesa de mercado aberto do Banco Central do Brasil (BCB). O Copom estabelece uma meta para a taxa Selic e cabe ao BCB manter essa taxa nesse patamar.

Para atingir esse objetivo, o BCB realiza diariamente operações de mercado aberto para manter a taxa efetiva da Selic na meta. Trata-se de compras e vendas de títulos públicos registrados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) por meio de contratos de recompra, denominados repo.

Essas operações são um componente-chave da política monetária do BCB, pois ajudam a gerenciar o excesso de liquidez no sistema bancário. A taxa de juros média paga pelos bancos em suas operações selícas é chamada de taxa “over Selic” e serve de referência para as taxas de juros vigentes na economia.

Investigamos como o repasse entre as taxas Over-Selic observadas e esperadas varia de acordo com os tipos de empréstimos, instituições financeiras e tempo. Verificou-se que as instituições financeiras antecipam corretamente o próximo patamar da taxa Over-Selic e ajustam antecipadamente suas taxas de juros de empréstimo.

4. Como a Taxa Selic impacta a economia?

A Taxa Selic é a principal ferramenta de política monetária utilizada pelo Banco Central do Brasil (BCB) para atingir sua meta de inflação. O Comitê de Política Monetária (Copom) do BCB define regularmente a meta para a taxa Selic, que depois usa para administrar a economia.

Também serve de referência para outras taxas de juros no país. Taxas de juros mais altas encarecem o crédito e desestimulam a produção, enquanto as mais baixas incentivam a poupança.

Isso é importante porque, sob o regime de metas de inflação do Brasil, o BCB tem como objetivo manter o índice de inflação anual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em torno de sua meta e ancorar as expectativas de inflação.

A taxa Selic, que é a taxa overnight cobrada pelas operadoras interbancárias para operações de recompra lastreadas em títulos públicos federais registrados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic), atua como principal referência para outras taxas de juros da economia. A meta para a taxa Selic é fixada pelo Copom, cabendo às operações de mesa de mercado aberto do BCB manter a taxa efetiva da Selic próxima de seus objetivos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here